Docente de Medicina Veterinária é destaque em importante revista brasileira sobre avicultura

Docente de Medicina Veterinária é destaque em importante revista brasileira sobre avicultura

A pesquisa traz informações sobre as barreiras físicas e químicas de proteção contra contaminação de microrganismos patógenos

A professora Me. Carolina Fourgiotis Rodrigues, do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário - UniFacimed, é uma das autoras de uma importante pesquisa, publicada recentemente na Revista do Ovo, um dos principais periódicos brasileiros, que acompanha a ciência e tecnologia avícolas, bem como o cotidiano da avicultura no país, trazendo o que é notícia para a atividade, além de conteúdo baseado em economia e mercado.

Abordando o tema sobre contaminação nos ovos de poedeiras, no artigo concluiu-se que, durante a pesquisa todos os ovos analisados tinham a bactéria Salmonella e que 55% estava presente na casca e 20% na gema.  Por isso, é tão necessária a conscientização da população quanto ao manejo correto e importância desse patógeno na saúde pública, já que, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) a produção de ovos no Brasil foi de 49 milhões de unidades em 2019 e o consumo médio do alimento no estado de Rondônia soma em 230 unidades per capita.

Segundo a Médica Veterinária Carolina, a pesquisa vem para contribuir alertando todos os consumidores sobre a relevância de boas práticas na produção de ovos caipiras vendidos em feiras livres em conjunto com órgãos estaduais e/ou municipais como, a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater), Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), entre outros através de palestras para melhor instrução e conscientização de produtores e consumidores para a prevenção dessa bactéria na saúde pública.

Os autores da pesquisa são: Carolina Fourgiotis Rodrigues, Dora Inês Kozusny Andreani, Vando Edésio Soares, Danila Fernanda Rodrigues Frias e Cássia Maria Barroso Orlandi.

O artigo pode ser acessado clicando aqui