Campanha de combate a Sífilis é promovida pela Liga Acadêmica de Medicina da Facimed

Campanha de combate a Sífilis é promovida pela Liga Acadêmica de Medicina da Facimed

Durante a ação, os estudantes realizaram testes e uma palestra sobre os riscos e complicações da doença

Segundo o boletim do Ministério da Saúde, em 2018, foram notificados 158.051 casos de Sífilis adquirida (transmitida de uma pessoa para a outra durante a relação sexual), representando um aumento de 28,3% em relação a 2017, quando 119.800 casos foram notificados.

Preocupada com o número de casos que vem crescendo no país, a Liga acadêmica de Ginecologia e Obstetrícia da Facimed (LAGOF) sob a coordenação da Professora e Médica Zuleide Aparecida Felix Cabral e a Professora e Enfermeira vice coordenadora e do projeto, Mariana Kely Diniz de Gomes, promoveu a campanha de conscientização ao combate a Sífilis na Unidade Básica de Saúde Habitar Brasil em Cacoal.

 Para a professora Zuleide, a campanha de prevenção e tratamento da Sífilis, é uma estratégia fundamental para detectar caso de pessoas infectadas, principalmente nas fases iniciais da doença, na qual viabilizam o tratamento e o acesso da população aos serviços de saúde, que além de beneficiar as unidades pelo controle da doença, beneficiam também a formação dos acadêmicos, no desenvolvimento das atividades que estimulam o aprendizado das práticas em saúde pública.

Durante a ação, os estudantes realizaram uma palestra sobre os riscos e complicações da Sífilis, após isso, os pacientes foram encaminhados até a sala da triagem onde foram feitas as coletas de dados e orientações pré-testes, em seguida, realizaram o teste sorológico para Sífilis. Os pacientes que apresentarem reagentes positivos, receberam aconselhamento pós teste junto aos profissionais de saúde e acadêmicos de Medicina capacitados pela professora Mariana.